quinta-feira, 30 de maio de 2013

Feriado também é dia de treino

Cataratas do Iguaçu


As Cataratas vistas pelo lado brasileiro.




Sábado passado estava em Foz do Iguaçu. Além de visitar as belíssimas cataratas (somente do lado brasileiro), fiz um treino de 18K. Estou curtindo muito esta coisa de correr fora da cidade. Quase ficando viciada!

Inaugurando minhas meias de compressão

Usei meias de compressão pela primeira vez. Tem muita gente que diz que não adianta muito, mas eu achei que fez uma diferença sim. Por outro lado, acho que só consegui correr com elas porque a temperatura estava baixa, em torno dos 12, 13 graus, quando saimos. Se estivesse calor, não sei conseguiria, porque minhas pernas logo esquentaram.

E 18K depois...


Foi um treino diferente e muito duro. Primeiro por causa da temperatura mais baixa que não estou acostumada. Minhas mãos ficaram frias quase toda a corrida e meu nariz congestionou com o ar gelado.

Foz é uma cidade que tem muita ladeira. Quase não tem retas. E as ladeiras são longas e com aclives e declives de respeito. Em compensação tem avenidas largas, quase sem trânsito e muito arborizada.

Treino cheio de ladeiras: concluido


Fiquei muito feliz por ter completado o treino, mas cheguei muito travada. 

Fazendo uma cafezinho, para espantar o cansaço. Mas desta vez nem isso deu jeito.


Um lindo dia de outono nascendo e a pista ainda vazia


E hoje, feriado de Corpus Christi, rolou um treino de 10K, aqui, em minha cidade mesmo, muito, muito ruim. Estava cansada (trabalhei até tarde ontem e tenho dormido pouco) e senti a panturrilha esquerda (tenho negligenciado o alongamento). Não rendi nada, suei muito, mas conclui. E como recompensa, passei o resto do dia deitada, lendo.

Minha recompensa pelo treino sofrido: um dia inteiro de leitura, esparramada na cama.