sábado, 6 de abril de 2013

Correr e passar mal

Saindo mais tarde do que gostaria
A corrida de hoje foi um pesadelo. Ok, não exatamente. Pesadelo mesmo foi na corrida em que me arrastei, alguns anos atrás, e que cheguei em último lugar, somente com a ambulância atrás de mim e eu quase pegando carona. Ou quando corri machucada e mancando, sentindo dores fortes durante todo o percurso, teimosa, não querendo desistir (esta ação não costuma constar em meu vocabulário). Ou mesmo quando tomei uma queda e corri os 6 quilômetros que restavam sangrando e chorando de dor. O que aconteceu hoje foi um bad dream. Mas bem ruim.

Logo quando estava completando os 2Km, comecei a sentir um treco estranho no estômago. Não sei definir o que foi, mas me deu enjoo durante toda a corrida. Um desconforto, uma vontade de vomitar. Fui dizendo a mim mesma o tempo todo: só até aquele poste, só até passar aquela pessoa, só mais uns metros. Ia desistir no 5,5 porque estava no limite, mas então encontrei Nanda, a corredora mais disciplinada que eu conheço, e fui com ela até completar 8km com pace de 5'58''. Foi um treino pior que o de quinta. Não terminei cansada ou desgastada, mas não estava ( e ainda não estou) me sentindo bem. O enjoo persiste. Agora é hidratar, me alimentar bem, respousar e esperar melhorar.

Estava cansada esta semana, então escolhi um livro tipo fast food.